RJ – I Brasileiro de Sectorball

7 de Julho de 2011 at 18:51 Deixe um comentário

Missão cumprida! Este era o grande sentimento de todos os participantes, colaboradores e organizadores, ao final do 1º Campeonato Brasileiro de Sectorball, que foi realizado neste final de semana, nas dependências da Divisão de Futmesa do CR Vasco da Gama, no Estádio de São Januário (RJ).

E essa sensação era plenamente justificada, pois apenas há pouco mais de um ano Marcelo Lages e Marcelo Coutinho, à frente do CR Vasco da Gama e do Bangu AC, respectivamente, receberam de Jorge Farah, Presidente da CBFM (Confederação Brasileira de Futebol de Mesa), a incumbência de planejarem, organizarem e, de fato, consolidarem a implantação da modalidade no Brasil, visando a realização do Campeonato Mundial de 2012, que foi definido pela ISBF (International Sectorball Federation) para ser realizado em nosso país o que, por si só, já é um fato histórico, pois será a primeira vez que a competição acontecerá fora da Europa.

A missão era árdua, pois nada existia de Sectorball no Brasil, mas com o apoio da FEFUMERJ (Federação de Futebol de Mesa do Estado do Rio de Janeiro), através de seu Presidente Flavio Chammas, e dos atletas de seus clubes, o trabalho de formiguinha foi iniciado. Foram confeccionadas as mesas e, já no primeiro ano, uma temporada estadual completa foi realizada, com seis eventos.

A modalidade amadurecia e começava a despertar o interesse geral. Faltando um ano para o Mundial, era chegada a hora de vôos mais altos… A CBFM autorizou a realização do 1º Campeonato Brasileiro! A ocasião era tão importante que o próprio Horváth Imre, Presidente da ISBF, deslocou-se da Hungria para acompanhar pessoalmente o evento.

Em um único e movimentado final de semana, foram disputadas 5 competições em 3 dias, sendo 2 torneios internacionais e 3 campeonatos brasileiros, inclusive com transmissão ao vivo, via Internet, durante todo o sábado.

A maratona começou na sexta-feira, com Imre, Lages e Coutinho disputando a Sectorball Friendship’s Cup, torneio amistoso de teste para as mesas e instalações, vencido sem dificuldade pelo botonista húngaro, muito mais experiente que os brasileiros. Lages ficou em segundo e Coutinho em terceiro.

No sábado aconteceu o primeiro evento internacional oficial realizado no Brasil, com a disputa do Brazil’s International Open, que estava previsto para ser realizado originalmente em Abril, mas precisou ser adiado pela impossibilidade dos atletas europeus comparecerem na ocasião. Horváth Imre venceu novamente a disputa, mas desta vez já sem a facilidade demonstrada na véspera, começando a enfrentar as primeiras dificuldades frente aos botonistas brasileiros. Na sequência Marcelo Lages (Vasco), Robson Marfa (Vasco) e Lauro Couto (Bangu) completaram o pódio.

Ainda no sábado, tivemos a disputa do Campeonato Brasileiro Interclubes, com o Vasco da Gama levando a melhor sobre o Bangu, na decisão. Já no domingo pela manhã, o pódio do Campeonato Brasileiro de Duplas foi formado, pela ordem, por Robson / Lages (Vasco), Coutinho / Lauro (Bangu), Toninho / Igor (Vasco) e Bruno / Damázio (Bangu).

E, finalmente, na disputa do Campeonato Brasileiro Individual, no domingo à tarde, tivemos a seguinte formação de pódio: Robson Marfa (Vasco), Marcelo Lages (Vasco), Igor Monteiro (Vasco) e Barthez (Fundação-SP).

Durante todo o final de semana Imre teve o cuidado de estar sempre treinando e orientando os botonistas brasileiros, que foram elogiados por ele, ao encerramento do Campeonato Brasileiro, por suas rápidas adaptações e evoluções dentro da regra européia. No domingo mesmo, à noite, nosso amigo húngaro voou para São Paulo onde, durante esta semana, também fará o trabalho de divulgação da modalidade na capital paulista.

Ao final do evento, ficou a certeza de que o trabalho está sendo bem feito, com dedicação e perseverança, e que o Brasil tem todas as condições de não somente organizar um grande Campeonato Mundial no ano que vem quando, de acordo com informações do Imre, teremos aproximadamente 25 atletas estrangeiros na disputa, como também de fazer uma excelente participação, inclusive concretamente almejando as primeiras colocações!

Em relação à esta expectativa, Marcelo Lages, que ocupa a Vice-Presidência de Sectorball da CBFM, declarou ao site Futmesa Rio: “Em 2007 a delegação brasileira chegou na Hungria sem saber o que iria encontrar, ou seja, desconhecendo totalmente a regra e seu material, se virou no talento individual de jogadores como Perroti, Cássio e companhia. Em 2009 retornou para disputar pela 2ª vez o Mundial na modalidade Sectorball, como nada rolou no Brasil nesse hiato de tempo, novamente pouco se sabia sobre a regra, mas com jogadores mais acostumados a bola achatada, meu caso, do Carlos Renato e Cristian Baptista (RS), foi possível obter melhores resultados. Para 2012 estamos tirando leite de pedra, no melhor estilo “Rugby isso ainda vai ser famoso por aqui” com a regra húngara. De certo é que chegaremos pela 1ª vez em um Mundial da modalidade conhecendo o material de jogo, dominando a regra, enfim, com jogadores melhores preparados, enfim,

Entry filed under: BR, RJ, Sectorball. Tags: .

RS-Campeões do Centro Sul Brasileiro 2011 PE – III Brasileiro de Clubes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Julho 2011
M T W T F S S
« Jun   Ago »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Categorias


%d bloggers like this: